Cachorro-Petlove
Como os cães “medem” o tempo?
6 de julho de 2020
Como resolver o medo que seu cachorro tem do barulho |
Como resolver o medo que seu cachorro tem do barulho |
7 de julho de 2020

Veterinário em casa: cachorros receberam tratamento contra micose

Hilo-Zoe-Petlove

As doenças de pele são bastante comuns em pets e é preciso ficarmos sempre alertas, pois na maioria das vezes, essas doenças são contagiosas, colocando em risco o bem-estar de outros bichinhos.

Nas últimas semanas, a nossa cliente Daniella Ferraro ficou assustada ao notar que o seu cachorrinho Hilo, um belo Vira-Lata de um ano e meio, estava com pequenos machucados. “Nasceram alguma feridas no meu cachorro, que começaram a se espalhar pelo corpo e eu não sabia o que era. Então solicitei a visita da doutora Marina, que veio até aqui, fez a avaliação e considerou duas hipóteses inicialmente: micose ou alguma alergia alimentar”, relata a publicitária.

Mas a Médica Veterinária Marina Schmidt precisou só de mais alguns minutos para conseguir fechar o diagnóstico. Assim como em todas as consultas realizadas, a doutora fez questão de conversar com a tutora para saber mais sobre o pet e também entender melhor o histórico recente do animal.

E foi nesse contexto que a doutora Marina decidiu fazer uma avaliação também de Zoe, uma cadelinha da mesma idade que Hilo e que Daniella está abrigando temporariamente. “Ao fazer um exame físico na Zoe, encontrei outras feridinhas, o que me levou a considerar que se tratava de um problema fúngico contagioso. Como a tutora comentou que no final de semana anterior os cachorrinhos estiveram na companhia de gatos com histórico de dermatofitose, então fechou-se um quadro e dei início às medicações”, explica Schmidt.

Hilo-Zoe-Petlove

Foto arquivo pessoal: Zoe e Hilo

A cadelinha tricolor Zoe teve uma melhora significativa já com o tratamento tópico, porém as feridinhas de Hilo não estavam sendo curadas na velocidade esperada, então a doutora solicitou um exame de sangue para conferir a condição hepática do bichinho, antes de fazer uso de um fungicida.

E foi justamente com o novo tratamento que a melhora tão esperada veio. “Depois do retorno da doutora Marina é que eu percebi uma melhora significativa. Ainda continuo o tratamento, mas eles já estão bem melhores”, conta Daniella, que gostou da experiência em contar com o atendimento em casa. “Gostei, pois foi bastante cômodo. A médica me passou seu WhatsApp, facilitando o contato, e foi bem importante contar com a consulta de retorno”, finaliza.   

Clique aqui para conferir as matérias de outros atendimentos realizados.

Zoe está procurando uma família

Deu pra perceber que a Daniella é uma verdadeira petlover e cuida muito bem dos bichinhos. Infelizmente ela não consegue ficar com a Zoe de maneira definitiva e, como foi comentado, a cadelinha está de maneira temporária na casa da publicitária.

Então, se essa cachorrinha linda, devidamente vacinada, castrada, de apenas um ano e meio de idade chamou a sua atenção e você quer adotá-la como companheira para uma vida mais feliz, entre em contato pelo e-mail: daniellaferraro90@gmail.com.

Segundo Daniella, Zoe é uma cadelinha muito carinhosa e que não pensa duas vezes para aceitar uma brincadeira. Mas, atenção! Melhor já ir pensando num belo discurso para convencer Hilo que sua parceira ficará em boas mãos. Afinal, há alguma dúvida de que os dois não querem se desgrudar?

Hilo-Zoe-Petlove

Foto arquivo pessoal: Hilo e Zoe de rostinho colado

Fonte do artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *