O que comemorar no Dia Nacional dos Animais
19 de maio de 2020
7 Dicas incríveis para aproveitar o verão com seu cachorro
19 de maio de 2020

Pesquisa afirma que donos de cachorros vivem mais

Já foi de senso comum a ideia de que quem tem um cachorrinho em casa vive mais feliz. Estudos agora comprovam que ter um cachorro reduz o risco de morte em até 33% em comparação com quem não tem animais de estimação.

 

Ter um cachorrinho em casa nos traz um alegria sem fim, isso é um fato. O contato diários pode nos ajudar inclusive a melhorar os quadros de depressão e/ou aquele sentimento de solidão que muitas pessoas têm, por morarem sozinhas. Isto acontece porque ao nos relacionarmos com esses bichinhos, nosso corpo liberta o quarteto fantástico dos hormônios da felicidade: Endorfinas, Serotonina, Dopamina e Oxitocina.

Mas o que você não sabia, é que além de felicidade, ter um cachorrinho reduz o risco de morte em até 33% em comparação com quem não tem animais de estimação.

Todo mundo que tem um cachorro em casa sabe das alegrias de ter um companheiro de quatro patas. Fiéis e inseparáveis, os cães merecem o posto de melhores amigo do homem. Mas, você sabia que, além de momentos felizes, os cães, também trazem mais longevidade para sua vida?

É o que afirma uma pesquisa, de 2017, da Universidade de Uppsala, na Suécia: os tutores que têm um cãozinho apresentam uma chance de morrer 33% menor do que pessoas que não têm cachorros como pets.

O estudo

O estudo foi realizado durante um perído de 12 anos e inclui 3,4 milhões de suecos com dados disponíveis através do sistema de saúde do país. A pesquisa analisou histórico médico, estado civil e se as pessoas viviam ou não com cachorros em casa. E os resultados foram impressionantes. Além, dos donos dos bichos morrerem de menos causas naturais, o estudo também apurou que as pessoas que convivem com cachorros têm 11% menos chances de falecer devido a problemas do coração.

“Ter um animal de estimação pode significar ter um companheiro para momentos de alegria e diversão, ou para encarar momentos de solidão e tristeza. O vínculo estreito com um animal de estimação pode contribuir para que os tutores, não importa de qual idade, se sintam mais relaxados, mais calmos, mais seguros e até mais felizes”, explica Ana Kuhn, docente do curso de Psicologia da Universidade Anhembi Morombi.

Os números, apesar de altos, não surpreendem os veterinários. É o caso da Dra. Ana Carolina Ibelli, da clínica Vet Vergueiro 24 Horas, em São Paulo (SP).

“Pessoas que convivem com animais de estimação são obrigadas a levantar da cama para alimentá-lo, são obrigadas a levá-lo para passear e assim ver o dia, ver outras pessoas, conversar”, explicou. “A depressão em tutores é quase nula. E, se a pessoa tem e adota ou compra um animal, os índices de cura são grandes”.

Os felinos

Os números da pesquisa da Universidade de Uppsala não inclue a relação entre longevidade e a convivência com os felinos. Porém, a veterinária não exclui o poder que os gatos têm de melhorar a qualidade de vida dos humanos com quem convivem.

“Donos de gatos desfrutam de uma troca de energia incrível! Afinal, eles também precisam dar alimento, água e arrumar tempo para brincar”, comentou.

Pode parecer complicado de entender a relação entre um animal de estimação e a longevidade do ser humano. Mas, para a Dra. Ana Carolina, a relação é explicável pela troca de amor e carinho entre os tutores e os animais.

“As pessoas acabam conversando com os animais, estabelecendo uma rotina de vida, de amor e convivência entre eles. Isso leva as pessoas a perceber que são privilegiadas, porque recebem um amor sem nada em troca”, teorizou a veterinária. “O animal não quer dinheiro ou roupas caras, só quer cuidado e amor. Ser responsável pela vida de um ser que só quer te dar e ter amor faz milagres para qualquer um”, comenta. Além disso, para a psicóloga Ana, essa responsabilidade sobre a vida de um ser vivo também está relacionada com a longevidade.

“A responsabilidade por uma outra vida pode contribuir para a valorização da própria vida e para a melhora da autoestima”, explica.

Vantagens comprovadas em ter cachorros:

Diversas pesquias científicas já comprovaram a eficácia da relação próxima com cachorros na hora de melhorar sua qualidade de vida:

  • Tutores têm o corpo até 10 anos mais jovem;
  • Quem tem cachorro apresenta menos nível de estresse;
  • Tutores têm menor pressão arterial se comparada com a média;
  • Donos de cachorros fazem mais exercícios leves no dia a dia.

Se você se animou e quer adotar, conte com o nosso site para ajudá-lo nessa decisão. Temos centenas de bichinhos lindos esperando por você! Acesse: www.amigonaosecompra.com.br e encontre seu melhor amigo.

Fonte:

O texto de hoje foi escrito por: Luiz Felipe Tavares e publicado originalmente pela Revista Cobasi: o shopping do seu animal- edição 23, agosto de 2019.

Até a próxima! 💜

fonte amigonaosecompra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *