Cao-farejador-Petlove
Cachorros podem mesmo detectar o coronavírus em humanos
31 de julho de 2020
Cachorro-bravo-Petlove
Como evitar que crianças sejam mordidas por cães
3 de agosto de 2020

Bernese – Principais doenças – Dicas Petlove

Bernese - Principais doenças - Dicas Petlove

O Bernese, nomeado também como Boiadeiro de Berna, Bernese Mountain Dog ou  Boiadeiro Bernês, é uma raça de porte gigante muito companheiro da família. Esses peludos são brincalhões, leais, descontraídos e ainda se dão muito bem com crianças. Podendo chegar até 50Kg, o Bernese exige cuidados especiais referentes ao seu peso, necessitando de exercícios de acordo com o nível de aptidão física e cautela com escadas dentro de casa para não sobrecarregar suas articulações. Além disso, o Bernese pode ter alguns problemas de saúde de origem hereditária.

A expectativa de vida desse cão é de sete a 10 anos, o que infelizmente é baixo, mas compreensível para uma raça de porte gigante. Os pais humanos desse pet devem ter conhecimento que ao longo do tempo, o Bernese pode ser acometido por doenças principalmente locomotoras, como displasia coxofemoral e osteocondrose e problemas como a doença de Von Willebrand (DvW), torção gástrica e atrofia progressiva da retina, que exigem muita atenção e cautela. Conheça um pouco mais sobre essas doenças a seguir.

Também conhecida como displasia de quadril, essa doença possui caráter genético e é caracterizada pelo deslocamento da cabeça do fêmur que fica na cavidade do quadril. É uma patologia progressiva que nem sempre pode ser detectada em seu início, já que vai evoluindo até apresentar sinais clínicos mais graves como uma artrite severa. É o desafio de saúde que mais acomete os Berneses, devido ao seu grande porte. Entre os sinais clínicos estão a dor e desconforto ao exercício, mancar, dificuldade para levantar e rigidez ao levantar ou correr. O diagnóstico é feito por meio de radiografias e o tratamento ficará ao critério do médico veterinário responsável. 

A Osteocondrose é um processo patológico que causa a lentidão da transformação da cartilagem, deixando a região acometida bem fragilizada e propícia a lesões. A doença costuma acometer o ombro dos cães (úmero), porém outras articulações podem ser afetados como o cotovelo, punho e joelho. As causas são parecidas com a Displasia Coxofemoral, estando o sobrepeso e genética entre elas.

A Doença de von Willebrand (vWD) é o distúrbio hereditário de coagulação sanguínea mais comum em cães e pode resultar em sangramento excessivo, mesmo em pequenos cortes. A patologia é parecida com a Hemofilia, mas são causas diferentes que desencadeiam a doença. Embora não haja cura, você pode fazer um teste de DNA para ver se o seu pet tem vWD. Esse diagnóstico é particularmente crucial se o seu cão precisar de qualquer tipo de cirurgia. Foi identificado que a doença no Bernese possui caráter autossômico recessivo, ou seja, pai e mãe precisam ter o gene para que o filhote manifeste a enfermidade. .

Torção gástrica

A torção gástrica é uma condição grave que acontece quando o estômago aumenta de tamanho e gira na cavidade abdominal. Com isso, a entrada e a saída do estômago ficam obstruídas, impedindo a passagem de alimentos, água e dos gases. Se o estômago se estender muito, a circulação sanguínea será bloqueada, resultando na morte tecidual. O abdômen aumentado também pode pressionar os pulmões, dificultando a respiração. É muito importante estar atento aos sinais clínicos da torção gástrica e que o pet receba atendimento de emergência. A doença atinge principalmente cães de porte grande como o Bernese e pode ser resultado de uma alimentação incorreta, exagerada ou ainda por cães que se alimentam muito rápido, tomam um volume grande de água e logo em seguida praticam exercícios físicos intensos.

A atrofia progressiva da retina é uma doença ocular hereditária na qual a retina se degenera prejudicada a visão do pet, muitas vezes levando à cegueira. Existem formas iniciais e tardias da patologia. A versão inicial envolve desenvolvimento celular anormal, resultando em problemas de visão aos três meses de idade. Na fase tardia, as células se desenvolvem normalmente, mas se degeneram ao decorrer do tempo, causando problemas de visão entre três e cinco anos de idade. Infelizmente, não há cura para a Atrofia Progressiva da Retina e o Bernese é predisposto a desenvolver a doença. Testes de DNA estão disponíveis para ajudar a detectar o problema.

Outras doenças que podem afetar o seu Bernese:

As doenças citadas são provenientes de estudos e artigos. Lembrando que seu Bernese pode viver uma vida saudável sem ser acometido por nenhuma patologia. Entretanto, a informação e conhecimento são importantes e a qualquer sinal de anomalia com seu peludo, procure um médico veterinário.

Na Petlove, profissionais da medicina veterinária trabalham em conjunto para disponibilizar um portal sobre as principais doenças em cães e gatos, você pode conferir aqui.

Fonte do artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *